Pensamento Visual para o seu Workshop

ilustração de um professor dando uma aula aparentemente massante

O Pensamento Visual é uma daquelas áreas onde ser curioso compensa: por ser uma forma de pensar que funciona melhor quando agregada a outras, todo e qualquer tema pode ser visto pelo ponto de vista do Pensamento Visual.

E hoje apetece-me falar sobre treinamentos, workshops e pensamento visual. Vamos lá?

I
Sabemos que taxa de retenção de conhecimento em treinamentos corporativos tende a ser muito reduzida. Isto acontece devido a múltiplas razões, mas uma delas é a dificuldade em integrar os conhecimentos adquiridos com a prática do dia-a-dia. Um curso super denso e completo perde muita força se não tiver uma componente prática e empírica.

II
Nos últimos anos tem havido um boom na oferta de workshops de treinamento. Mesmo conteúdos que era habitualmente apresentados de uma forma mais passiva como palestras e apresentações têm sido repaginados para o formato de workshop.

III
Este crescimento no número de formações com formatos mais participativos nos diz que o mercado reconhece que é necessário aplicar tudo que temos aprendido sobre educação e especialmente educação para adultos (Todos os treinamentos corporativos são voltados para um público adulto). Numa era em que todo o conhecimento acadêmico de algumas áreas é renovado a cada 5 anos, é inaceitável que continuemos a insistir em fórmulas que já foram boas mas não resistem ao teste do tempo. A paisagem de conteúdo e mídias se transformou completamente, e com elas, aquilo que se espera de uma experiência de aprendizado.

IV
No entanto nem tudo são rosas e é preciso reconhecer que criar um workshop ou adaptar um curso clássico para esse formato tem algumas dificuldades próprias:

  • Workshops são mais difíceis de planejar, pois necessitam considerar maior variedade de participantes e qual tipo de experiências são proporcionadas.
  • Funcionam melhor em espaços que nem sempre existem na sede da empresa
  • Podem exigir um número maior de “professores” ou facilitadores
  • Costumam necessitar de mais material

ilustração de pessoas felizes em um workshop

V
Felizmente, existem vantagens suficientes para compensar:

Workshops são mais participativos do que apresentações e cursos

  • Funcionam bem com pessoas de várias áreas, facilitando a disseminação do conteúdo por toda a organização
  • Estreitam laços entre os colaboradores que trabalham juntos em grupo
  • Oferecem um espaço para a prática que deixa os colaboradores mais confiantes na sua capacidade de aplicar os novos conhecimentos
  • Permitem revisitar conceitos e pressupostos teóricos que talvez já não sejam mais atuais
  • São fantásticos para marketing interno pois são eventos legais e que rendem ótimas fotografias e conteúdos.
  • São muito mais divertidos e energizantes ( como você sabe, isto conta muito! )

VI
Se um workshop é uma forma fantástica de ensinar e aprender, o que pensa que acontece quando utilizamos o poder do pensamento visual para turbinar o aprendizado? Formas visuais de pensar podem ser utilizadas para organizar as informações, criar métodos de memorização, materiais gráficos destacados e transformam completamente o ambiente em que decorre o treinamento.

Ícones para Slides, Apostilas, Canvas e Cards

VII
Transformar um treinamento tradicional em workshop é como trocar um fusca por um carro de corrida. Aplicar o pensamento visual no planejamento e execução do workshop é como colocar nitro no combustível. Não tem comparação.

VIII
Se você ainda não está convencida, dê uma olhada no meu texto anterior, sobre as origens do Design Thinking e como Pensamento Visual está tão associado a esse mundo.

E claro, se ficou com a pulga atrás da orelha, podemos pensar juntos em como turbinar o seu workshop.

Sou Português e estou no Brasil desde 2013. Escrevo com sotaque remix.