Como você vende o seu método de trabalho?

Uma das conclusões mais importantes a que cheguei nos últimos anos é que perante a infinidade de pontos de vista, opiniões e perspectivas, tornou-se fútil procurar a verdade única das coisas. Assim, somos todos livres de criar nossos métodos, processos e ferramentas.

Isto não quer dizer que qualquer ideia é uma boa ideia, mas as boas ideias que respeitamos foram criadas por pessoas comuns e não surgiram de forma espontânea a partir de uma enorme concentração de bom-senso em estado puro.

Dito isto, vemos cada vez mais pessoas estruturando as suas formas de trabalho e as oferecendo ao mercado. Talvez você já tenha feito um curso online e sabe exatamente do que estou falando. O mercado para métodos é gigante e vai desde técnicas de investimento até dicas de jardinagem, passando por processos de negócio e até de coaching pessoal.

Há algum tempo que se fala bastante em serviços e produtos centrados no usuário. Não por acaso, as empresas mais valorizadas do mundo se destacam pela sua atenção completa à experiência e serviço que prestam a seus clientes.

Você já sacou onde eu quero chegar: Para vender um método ou produto educacional, não se trata de apenas montar um slide deck ou alguns vídeos. É importante transformar esses passos em algo que a pessoa que compra consegue utilizar de forma autônoma e brilhar enquanto o faz.

Alguns pontos que podem ser interessantes de considerar:

  • Como você pode testar o método que está ensinando?
  • O método é explicado com base em conceitos teóricos e exercícios práticos?
  • Como a sua abordagem gera autonomia no aluno, que fica preparado para replicar o mesmo processo daí a alguns meses, sem o seu suporte?
  • Você pode garantir que quando o seu método for disseminado, ele se mantém igual à forma como você ensinou?

Da próxima vez que quiser vender um método de trabalho que desenvolveu, considere dar o próximo passo e criar um canvas só seu.

Pode ser a diferença entre uma boa ideia e um bom negócio.

Já agora, talvez queira dar uma olhada nestes outros posts:

  1. http://joaorocha.me/2018/05/14/porque-o-business-model-canvas-e-tao-popular/
  2. http://joaorocha.me/2018/05/14/organizacoes-exponenciais-tambem-comecam-por-um-canvas/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *